Teleconsultoria Médica

Quais os tratamentos mais recomendados para quem tem ejaculação precoce?


A ejaculação precoce é um problema comum. Atualmente, estima-se que 30% da população masculina mundial sofra com essa condição. As causas principais estão normalmente relacionadas à fatores psicológicos ou físicos. Raramente a combinação dos dois fatores é encontrada nos pacientes que buscam solução para tal disfunção.

Porém, o conselho é sempre buscar ajuda profissional para diagnosticar e tratar a ejaculação precoce. Sem tratamento, essa condição pode desencadear frustação, insatisfação e até destruir com o relacionamento do casal. Apoio e compreensão também são fundamentais para superar a ejaculação precoce.

Hoje, há uma gama bastante variada de tratamentos que pode acabar com o problema, entre eles os mais usados são exercícios, medicamentos ou acompanhamento psicológico. Em alguns casos, a associação desses tratamentos pode ser a solução. Que tal conferir quais são os tratamentos mais recomendados para quem sofre com essa condição?

Terapia sexual

Essa técnica tem como princípio retardar a ejaculação precoce fazendo com que o paciente se masturbe até duas horas antes da relação sexual. Durante o ato, a ejaculação tende a demorar mais a acontecer. Também dentro dessa técnica existe a sugestão para que o paciente busque explorar novas fontes de prazer, fazendo com que a penetração seja apenas uma dentre muitas possibilidades no sexo.

Método do aperto

Técnica bastante comum e uma das mais usadas para tratar a ejaculação precoce, é a do aperto. Nesse exercício, o homem é estimulado até que o prazer atinja seu ponto mais alto, antes da ejaculação. Quando esse ponto é atingido, basta apertar a glande por cerca de 15 segundos. Isso dificulta a passagem do sangue no pênis e faz com que a ejaculação seja retardada.

Após a pressão, o homem pode continuar o ato sexual e parar quantas vezes necessárias, repetir a técnica, até que decida atingir o orgasmo.

Técnica da distração

Esse método sugere que o homem tenha outros pensamentos quando sente que está próximo de ejacular. Se durante a penetração ele sentir que está próximo ao orgasmo, basta que ele se concentre em outras coisas, como assuntos diversos e não relacionados ao sexo.

Contrair os músculos da perna também ajuda! A partir do momento em que o homem perceber que a ereção está um pouco mais fraca é hora de continuar a relação.

Medicamentos específicos

Há medicamentos que também prometem ajudar nessa tarefa. Recomendados por psiquiatras ou urologistas, os antidepressivos ou ansiolíticos podem solucionar a questão, porém causam efeitos colaterais indesejáveis a longo prazo.

Existem também outros medicamentos capazes de tratar a ejaculação precoce, como, por exemplo, o spray sublingual. Oferecido pelo Centro Médico Andrologia, o spray se apresenta como solução superior aos diversos medicamentos existentes no mercado. Poupando os pacientes de efeitos colaterais indesejados, ele oferece resultados mais eficazes, pois foi desenvolvido a partir de elementos naturais e atua como agente diminuidor da ansiedade. Os resultados podem ser percebidos de duas a quatro semanas a partir do início do tratamento.

Antes de começar qualquer tratamento, no entanto, é aconselhável buscar profissionais especializados no assunto. Só ele poderá informar qual dos medicamentos será o mais adequado para o seu caso!

Você já realizou algum desses tratamentos para a ejaculação precoce? Compartilhe suas dúvidas e experiências com a gente!

Teleconsultoria Médica