Teleconsultoria Médica

Quais os tratamentos mais recomendados para quem tem disfunção erétil?


Todo homem valoriza muito a sua vida sexual. Por isso, todo problema que atinge diretamente sua sexualidade é temido e pode levá-lo a quadros depressivos graves. A disfunção erétil é o pior deles. Ela pode ser leve, moderada ou grave (chamada de impotência sexual). A disfunção erétil atinge quase 50% dos brasileiros na faixa etária entre 40 e 80 anos. Felizmente, existe tratamento para esse mal. Confira a seguir alguns desses tratamentos!

Comprimidos

São tratamentos muito recomendados por médicos na disfunção erétil. Existem os comprimidos de ação prolongada, que podem agir até por 36 horas (mas não significa que o paciente terá uma ereção ininterrupta por 36 horas). Os comprimidos melhoram o fluxo sanguíneo para o pênis, facilitando a ereção.

Devem ser tomados cerca de uma ou duas horas antes da relação sexual, de estômago vazio (ou não muito cheio). São contraindicados para homens que apresentam lesões no órgão sexual ou incompatibilidade com alguma das substâncias presentes (vardenafil, sildenafil, tadalafil). Alguns possíveis efeitos colaterais são: rubor, dor de cabeça e taquicardia.

Injeção intracavernosa

Os efeitos desse tratamento para disfunção erétil se fazem sentir cerca de 15 minutos após a aplicação. A substância estimula a circulação e a dilatação arterial, permitindo melhor fluxo sanguíneo no pênis e a ereção. O período de duração dos efeitos varia conforme a dosagem. Os efeitos colaterais podem aparecer em forma de alergia a algum dos componentes do medicamento.

O problema com esse tratamento é a pouca receptividade por parte do público, pois os homens não se sentem confortáveis diante da ideia de receber injeção no pênis.

Próteses

As próteses para disfunção erétil podem ser maleáveis ou infláveis. A maleável consiste em uma haste metálica envolvida em silicone que é introduzida no pênis, permitindo a sua rigidez durante 100% do tempo. No momento da relação, basta levantar o pênis. Como o pênis fica sempre ereto, é necessário disfarçar esse volume.

A prótese inflável consiste na introdução de cilindros infláveis no órgão sexual, ligados a uma bomba com substância que imita o sangue, implantada no escroto (como se fosse outro testículo). Acionando essa bombinha, o líquido passa aos cilindros e promove a ereção. Nesse caso, o pênis volta à flacidez ao ser pressionado levemente para baixo.

Revascularização

Indicado para homens que apresentam problemas nas artérias que irrigam o pênis. Para efetuar esse procedimento, o caso precisa ser bem analisado. A revascularização, que consiste na melhoria da vascularização peniana, pode causar a obstrução das veias, pois o fluxo sanguíneo local se reduz bastante durante a flacidez.

Spray sublingual para disfunção erétil

Método extremamente inovador e eficaz, sem contraindicações ou efeitos colaterais, devendo ser aplicado na boca, sob a língua. O princípio ativo é o mesmo dos comprimidos, mas a vantagem é que a absorção do medicamento se faz diretamente no sangue: como a língua é um órgão com determinadas características, assimila muito melhor o medicamento, as micropartículas são absorvidas rapidamente pelos vasos sanguíneos e distribuídas para o organismo.

Os efeitos do spray são potencializados e sentidos em poucos minutos. Como em todo tratamento, é sempre importante a prescrição e o acompanhamento médicos, não se esqueça disso! O período de tratamento varia conforme o caso, levando em média de três a seis meses.

Já realizou algum desses tratamentos? Qual deles considera o melhor? Lembre-se de levar uma vida saudável, rica em exercícios e dieta apropriada!

 

Teleconsultoria Médica