Teleconsultoria Médica

Anticoncepcional masculino: conheça 3 opções e fique tranquilo na hora do sexo


anticoncepcional masculino

Será que estamos perto de uma nova opção segura de anticoncepcional masculino? Podemos concordar em um ponto: em se tratando de contracepção, o melhor é decidir com muita informação e boas alternativas.

Anticoncepcional masculino: quais as vantagens?

 

Dentre as opções oferecidas no mercado existem basicamente a camisinha e a vasectomia. Muitas pessoas passam por casos de alergias, efeitos colaterais e mesmo gravidez não planejada, portanto, já passou da hora de ganhar alternativas à cirurgia. O desenvolvimento da ciência é a esperança para os casais que não se adaptam aos contraceptivos mais comuns, como a pílula feminina. Lembrando sempre que contracepção é diferente de prevenção à doenças sexualmente transmissíveis. O uso da camisinha é recomendável.

 

Hoje em dia os avanços são muitos, os experts preveem que logo teremos uma alternativa no mercado de contraceptivos especial para homens. Qual a vantagem disso? Dividir essa tarefa com a parceira ou mesmo ser um homem independente nessa decisão, garantindo a contracepção você mesmo sem apelar para cirurgia. Quer conhecer quais alternativas estão disponíveis e as que podem ser sua opção no futuro? Fique preparado e conheça mais sobre esse aspecto da sua saúde.

 

Métodos contracepção definitiva: segurança comprovada

 

Vamos começar falando do método mais radical, mas igualmente seguro. A Vasectomia é um procedimento cirúrgico simples e pouco invasivo. O método foi criado para ser a forma irreversível de evitar a gravidez atuando direto no canal do esperma e já foi revertido com sucesso em alguns pacientes. É o único método comprovado e disponível atualmente para que homens evitem a gravidez, junto com a camisinha.

 

Métodos com contraceptivo hormonal: alternativas equivalentes a pílula feminina

 

Desde a década de 90 até os anos 2000, muitos estudos foram feitos nos EUA e Europa até com apoio na ONU para o desenvolvimento de um método contraceptivo hormonal masculino, o equivalente a pílula ou anticoncepcional feminino. Dúvidas sobre a viabilidade de mercado desses produtos sempre foram barreiras para a comercialização. E mais, assim como a versão feminina, esses medicamentos hormonais apresentavam possibilidade de efeitos extras, como mudanças de humor, ainda que em níveis considerados toleráveis. Gigantes farmacêuticas como a Bayer pararam de investir nesse tipo de produto na última década.

 

Métodos mais modernos de hormônios estão em fase de testes esse ano. Um produto conhecido como NestoroneGel contém dois hormônios sintéticos: testosterona e progestagênio. Esse produto substituiria a testosterona necessária para a produção de esperma pelo hormônio sintético equivalente, causando a produção de uma ejaculação sem espermatozóides. A aplicação em forma de gel seria diária, nos braços ou costas do homem. O método é capaz suprimir o nível de esperma por aproximadamente 72 horas. A princípio, os homens deverão usá-lo por pelo menos quatro meses antes de ter sua eficácia garantida pelo fornecedor.

 

Métodos com contracepção de barreira: menos efeitos colaterais e custo baixo

 

Outras frentes tentam impedir a gravidez indesejada com métodos que barram ou diminuem a produção e mobilidade dos espermatozóides. Um deles é o RISUG (Inibição Supervisionada Reversível do Esperma, em tradução livre), um gel injetado nos canais que transportam espermatozóides, em testes desde os anos 70 na Índia. Esse método causa danos à mobilidade do esperma e uma segunda injeção reverte completamente os efeitos.

 

Basta uma gota de gel e 15 minutos para ganhar os benefícios dessa técnica não cirúrgica com um preço de custo estimado em 10 a 20 dólares e sem efeitos colaterais. Pacientes mostram a efetividade do método por mais de 10 anos com o produto dentro de seu organismo, sem reaplicação e com eficácia de 98%. Essa taxa é comparável a pílula feminina se tomada corretamente, sem falta.

 

Nos EUA, um produto semelhante que causa uma barreira sem danos aos espermatozóides está sendo testado por uma ONG com o nome de Vasalgel. Os testes com homens devem começar em 2018, após a aprovação em testes com animais.

 

Esse método da injeção de gel seria uma alternativa menos invasiva e mais segura do que vasectomias, sem contraindicações e sem interferências no ciclos hormonais naturais. Ainda não está disponível no mercado, estima-se que pode chegar em 2020. Parece bom, não? Se aprovado, o novo método será o primeiro produto contraceptivo masculino a chegar ao mercado em muitas décadas.

 

Então, se identificou com algum método? Nada melhor do que tomar sua própria decisão e independente com relação ao seu planejamento familiar. Estar seguro na hora do sexo quanto a essas decisões também é um grande fator para melhorar sua experiência no momento. Consulte seu médico para entender as melhores opções para o seu caso.

 

 

 

 

Fontes: https://www.publico.pt/2017/04/17/ciencia/noticia/novo-contraceptivo-masculino-e-seguro-eficaz-e-barato–e-nao-encontra-uma-empresa-para-o-vender-1768725

http://www.bbc.com/portuguese/geral-38892067

http://emais.estadao.com.br/noticias/bem-estar,gel-contraceptivo-masculino-sera-testado-em-abril,70002137217

 

Teleconsultoria Médica