Teleconsultoria Médica

Entenda a Diferença Entre Doenças Benignas e Câncer de Próstata


Uma das doenças que os homens mais temem é o câncer de próstata. A próstata é uma glândula do tamanho de uma noz, que fica localizada abaixo da bexiga e à frente do reto. Como o assunto não é muito discutido entre os homens, a maioria deles não sabe que outras doenças podem provocar os mesmos sintomas que o câncer de próstata provoca. Por isso, é comum que os se assustem ao sentir sintomas parecidos com os que o câncer provoca. Os exames mais utilizados para avaliar as doenças da próstata são:

  • Toque retal – em que o médico introduz o dedo no reto do paciente para apalpar a próstata;
  • Dosagem de PSA total e/ou livre no sangue – avaliação dos níveis de PSA no sangue, onde é possível diferenciar os tipos de câncer.

Entenda a diferença entre doenças benignas e câncer de próstata

Doenças benignas vs. Câncer de próstata: qual a diferença?

As doenças benignas da próstata são a prostatite e a hiperplasia próstatica benigna.

Prostatite

prostatite é a inflamação da próstata, que se manifesta com mais frequência em homens com vida sexual mais ativa. Pode ser de quatro tipos:

1-   Prostatite abacteriana crônica ou síndrome da dor pélvica crônica

Tem como principal sintoma a dor pélvica crônica – período superior a três meses de duração. É tratada com medicamentos que controlam a dor crônica.

2 – Prostatite bacteriana crônica

Apresenta os seguintes sintomas: aumento da frequência urinária, sensação de micção incompleta e desconforto suprapúbico e ejaculatório. Pode ser confundido com a Hiperplasia Prostática Benigna devido à semelhança de seus sintomas. É tratada com analgésicos, antibióticos e anti-inflamatórios.

3 – Prostatite bacteriana aguda

Seus sintomas são os mais fortes entre todos os tipos de prostatite. Prostração, ardência, retenção urinária, dificuldade de urinar e febre. Seu tratamento é feito da mesma forma que a prostatite bacteriana crônica. Se não tratada, a doença pode evoluir para uma septicemia (infecção generelaizada por todo o corpo).

4 – Prostatite inflamatória assintomática

É comum em pacientes que se submeteram à biópsia prostática e tem elevação do antígeno prostático específico (PSA). Não necessita de tratamento.

Hiperplasia Prostática Benigna (HPB)

A Hiperplasia Prostática Benigna é o crescimento da glândula prostática em decorrência da proliferação celular (hiperplasia das células do estroma e do epitélio). Qualquer homem a partir dos 40 anos pode ser acometido por essa doença. Não há como prevenir essa doença, mas os seus sintomas podem ser tratados depois de diagnosticada. O tratamento é feito através do manejo expectante e de terapias com uso de medicamentos. Alguns dos seus sintomas são:

  • Impossibilidade de urinar devido à retenção urinária aguda;
  • Jato urinário fraco, aumento da micção noturna, demora em iniciar a micção, mais de oito micções ao dia, devido à obstrução da uretra prostática provocada pelo aumento de volume da próstata.

Câncer de próstata

A maioria dos cânceres de próstata não apresenta sintomas na fase inicial e podem ser confundidos com a Hiperplasia Prostática Benigna. Os casos que apresentam sintomas são os avançados, em que o tumor cresceu e obstruiu a uretra e saiu dos limites da próstata. Procure um médico se sentir alguns desses sintomas: dor na bacia, problemas de ereção, dor lombar ou nos joelhos e sangramento pela uretra.

O diagnóstico é feito através do exame de toque retal e do exame de sangue que mede a dosagem de uma proteína do sangue (PSA). Esses exames podem identificar a presença de um câncer sem sintomas e a partir daí outros exames serão realizados para confirmação da doença.

Algumas medidas ajudam a prevenir o câncer de próstata, como parar de fumar, praticar atividades físicas diariamente, ingerir menos gordura de origem animal e mais grãos, legumes, fibras e vegetais e moderar o consumo de álcool.

Formas de tratamento radioterapia externa, prostatectomia radical (remoção completa da próstata) e braquiterapia. Homens, deixem o constrangimento de lado e procurem um médico urologista para fazer o exame de toque retal uma vez por ano. O exame é importante para prevenir ou diagnosticar doenças graves como o câncer de próstata ou doenças benignas.

Saiba mais:

Como prevenir o Câncer de Próstata

Entenda as causas e sintomas da Disfunção Erétil

Quer investigar melhor sobre esse tema e buscar um tratamento? Marque uma consulta e faça um Check-up online acessando nosso site.

Teleconsultoria Médica