Teleconsultoria Médica

Diabetes Causa Disfunção Erétil? Entenda a relação


Uma das doenças que mais cresce no Brasil, foi descoberto a Diabetes causa Disfunção Erétil. A vida sexual desempenha um papel fundamental na vida de boa parte das pessoas, especialmente dos homens. Quando algo vai mal nesse setor, todos os outros setores da vida também são afetados. Quem sofre com disfunção erétil, por exemplo, acaba encontrando mais dificuldades nos relacionamentos e também tem a autoestima afetada. O que nem todo homem sabe, entretanto, é que esse caso de disfunção pode ter como principal causa uma doença que merece atenção: o diabetes. Continue lendo e entenda a seguir como o diabetes pode afetar nesse quadro de disfunção.

Diabetes Causa Disfunção Erétil

O diabetes é uma doença que pode acontecer de duas maneiras no corpo humano: graças a uma falta de produção da insulina e, portanto, ser do tipo I ou então pode se dar devido a uma resistência ao uso da insulina produzida, sendo do tipo II.

Enquanto o diabetes tipo I é uma doença que se manifesta ainda na infância e que tem fatores hereditários como causa predominante, o diabetes tipo II é normalmente adquirido, causado pelos hábitos de vida, como sedentarismo, tabagismo e obesidade.

Além das diferentes complicações trazidas pelo diabetes, como dificuldade de coagulação e problemas cardiovasculares, no caso dos homens essa doença também é um fator para a disfunção erétil. Essa disfunção acontece quando o homem tem dificuldade para obter ou para manter uma ereção por tempo prolongado, o que acaba prejudicando sua vida sexual.

Qual a relação entre Diabetes e Disfunção Erétil?

Uma das principais características do diabetes é que ele afeta intensamente todo o sistema circulatório. Como a hipertensão pode se desenvolver a partir de um quadro de diabetes, o sangue possui menos espaço para circular, fazendo com que a chegada do sangue a diversas áreas seja dificultada.

Essa dificuldade de circulação, inclusive, é basicamente causada pelo espessamento das artérias em consequência do diabetes. O aumento do colesterol também diminui o espaço disponível para a circulação do sangue, fazendo com que ele circule menos rapidamente e tenha menos força para atingir vasos menores.

Isso causa a disfunção erétil, justamente porque com o diabetes é mais difícil para o sangue chegar aos vasos sanguíneos do pênis. Como a ereção é causada pela irrigação desses vasos do pênis, a ereção não acontece ou então não é mantida por muito tempo porque o sangue não tem força ou espaço para circular.

Além disso, outro fator que pesa nessa relação é o fato de que o diabetes pode causar neuropatia, ou seja, o comprometimento de nervos. Se os nervos da região do pênis forem afetados, o cérebro não vai conseguir transmitir corretamente os estímulos para a ereção, fazendo com que ela falhe ou que não seja obtida.

Como reverter a Disfunção Erétil?

Tratar o diabetes já é importante, mas caso ele seja a principal causa da disfunção erétil é ainda mais importante cuidar da saúde para evitar efeitos negativos na autoestima e nos relacionamentos do paciente.

Assim, se você está sofrendo com disfunção e tem diabetes é preciso controlar a doença de maneira eficiente. Isso acontece com a adequação de dieta, prática de exercícios físicos e, em alguns casos, fornecimento de insulina para o organismo. Com o diabetes sobre controle, a circulação acaba acontecendo de maneira mais fácil e a ereção, também.

O diabetes é uma doença que, dentre outros efeitos, pode levar à disfunção erétil por causa dos prejuízos para a circulação. Como torna as artérias mais espessas e mais rígidas, o sangue tem menos velocidade e menos força para circular e por isso é tão difícil conseguir ou manter uma ereção. Ao controlar essa doença, aumentam as chances de que o desempenho sexual volte ao normal – e agora com mais qualidade de vida.

Tem dúvidas sobre esse tema? Faça sua Avaliação Médica Online.

Teleconsultoria Médica