Teleconsultoria Médica

Como identificar se estou com problemas de disfunção erétil?


A saúde sexual é muito importante para a felicidade masculina. Portanto, cuidar dela é prioridade. Uma boa alimentação e a prática constante de exercícios ajudam a mantê-la. A disfunção erétil que, dependendo de sua gravidade, pode se transformar em impotência, é um distúrbio que pode ser vencido. Aprenda como funciona seu corpo e detecte a existência ou não do problema. Quanto antes descobrir e tratar, será melhor!

Quantas vezes aparecem dificuldades de ereção?

Qual a frequência com que acontecem problemas de disfunção erétil em suas atividades sexuais? Você poderá estimar uma média: se, a cada quatro relações sexuais, a dificuldade aparece uma vez, já é um indício negativo. Se esse quadro se sustenta por mais de um mês, é momento de procurar orientação médica.

Não consegue ereção em certas posições e com diferentes parceiras

Se sente dificuldades em ter ereção, em mantê-la ou, simplesmente, se não consegue ereções em certas posições, é um mau sinal. Portanto, se ao tentar uma posição sexual diferente ou uma relação com outra parceira, apresenta dificuldades na ereção, também é momento de buscar ajuda. A vida sexual saudável engloba a diversidade na atividade sexual.

O pênis não se apresenta rígido ou grande o suficiente

Outro sinal de problemas de disfunção erétil é a condição em que o pênis se apresenta durante a relação. Se as ereções são menores do que o habitual ou menos firmes, o homem pode estar sofrendo de disfunção erétil. Nesses casos, o membro apresenta-se menos grosso e menos longo ou com rigidez incompleta. A rigidez parcial pode, inclusive, ser um empecilho para a penetração.

Curvatura anômala do pênis

É comum o pênis apresentar uma leve curvatura, mas quando essa curvatura causa dor ou dificuldades sexuais, isso é um problema. Um pênis pode apresentar curvatura fora do normal por causa de lesões, sejam na atividade sexual, no trabalho, em acidentes diversos.

A Doença de Peironye é uma doença que afeta o pênis e se caracteriza pela curvatura exagerada dele – homens com essa doença geralmente apresentam problemas de disfunção erétil. Para identificar se a curvatura poderá ser ou não um problema, é importante prestar atenção em seu desempenho sexual e no corpo do pênis, se ele apresenta áreas doloridas e com caroço.

Ejaculação precoce

Ejaculação muito rápida ou durante uma ereção parcial pode ser indício de problemas de disfunção erétil. Sempre fique atento ao tempo que demora após a penetração para atingir o orgasmo – se esse tempo for de um minuto ou menos, deve tomar cuidado. Pode acontecer ainda de o orgasmo ser atingido antes mesmo da penetração.

Redução das ereções espontâneas

As ereções espontâneas são aquelas que ocorrem durante a manhã ou a noite, enquanto o homem dorme. Se houve redução ou elas não mais aparecerem, é possível que esteja sofrendo de problemas de disfunção erétil.

Problemas diversos

Doenças cardiovasculares, diabetes, problemas psicológicos são fatores de risco. Grande parte de homens com diabetes apresenta problemas de disfunção erétil. O uso excessivo de psicotrópicos também pode levar ao problema.

Fique atento a esses sinais e não se descuide. Não tenha medo de assumir seu problema! Ele é comum e pode ser contornado. Você já observou algumas dessas situações na sua rotina sexual? Comente abaixo, deixe sua opinião! Enriqueça ainda mais esse post com suas ideias!

Que tal conferir algumas dicas para poder manter a saúde em dia? Faça o download do nosso guia da saúde masculina!

 

Teleconsultoria Médica