Teleconsultoria Médica

Colesterol aumenta o risco de impotência sexual. Entenda


É sabido que mais de 150 milhões de homens em todo o mundo são acometidos por disfunções sexuais e os médicos já sabem: colesterol aumenta o risco de sofrer desses males. Apesar do número elevado, muitos desses casos poderiam ser evitados com cuidados relacionados a alimentação e a prevenção de outras doenças. Cerca de 80% dos casos acima citados, têm como fator desencadeante problemas orgânicos ou disfunções do organismo.

Um desses fatores de perigo é o colesterol alto. Se você possui colesterol além das taxas normais esperadas para a sua idade, saiba que você é um forte candidato a sofrer com a impotência sexual. Homens com essa disfunção têm duas vezes mais chances de desenvolverem impotência que aqueles que mantém níveis mais baixos de colesterol.

Riscos das altas taxas de colesterol

Além de ser prejudicial para a saúde sexual, o colesterol alto pode colocar em risco a vida daqueles que não se cuidam. Com o acúmulo de gordura nas artérias, a pessoa fica mais sujeita a doenças do coração como angina, infarto e morte súbita. Quando há o entupimento de artérias carótidas e cerebrais, há o risco acidentes vasculares cerebrais (AVC).

Todo o sistema sanguíneo é comprometido com esses entupimentos, por isso, o sangue começa a deixar de irrigar diversas partes do corpo, colocam em risco todo o organismo. É questão de tempo até que outras doenças comecem a surgir.

O colesterol aumenta o risco de impotência sexual

A impotência sexual é uma das consequências do alto colesterol. Todo o funcionamento do pênis na hora da ereção depende da irrigação sanguínea da região. Uma vez que os vasos sanguíneos estão interrompidos, é natural que a ereção seja prejudicada ou simplesmente não aconteça. Mesmo com o desejo mantido, é comum que os pacientes que apresentem esse quadro não consigam a ereção.

Métodos para regular as taxas de colesterol

Não há milagres para quem busca controlar as taxas de colesterol. Se você é sedentário e adora um churrasco regado à cerveja, saiba que você está propenso a desenvolver o colesterol alto e como consequência a impotência sexual. Para tentar abolir isso de sua vida, mude os hábitos agora! Evite o consumo de gorduras saturadas, alimentos ricos em óleo, carne vermelha, manteiga, laticínios em excesso e alimentos industrializados e encubados (salame, mortadela e presunto). Invista em uma alimentação balanceada e saudável, prefira frutas aos doces e complete seu prato sempre com o máximo de saladas variadas com legumes e verduras.

Atividade física regular também não deve ficar de fora da agenda de quem quer se prevenir do colesterol alto. Controlar o peso, bem como o consumo de álcool e tabaco são determinantes para o sucesso do tratamento e também para a prevenção de outros fatores de risco.

A importância da prevenção ao colesterol alto

Por ser um inimigo silencioso, a pessoa só se dá conta das alterações quando começa a se sentir mal, ou quando algum dos quadros mais graves, citados acima, acontecem. Acompanhamento regular com seu médico de confiança pode fazer com que você evite esse tipo de surpresa, porém, vale mais apostar na prevenção que no remédio. Hoje, há medicamentos disponíveis que prometem controlar as taxas, mas eles não funcionam sozinhos, é preciso comprometimento do paciente com alimentação saudável e atividade regular.

Se você desconfia que sua impotência sexual está relacionada aos altos níveis de colesterol, é preciso ouvir a opinião de um profissional. Faça nossa Avaliação Médica Online. Nunca é tarde para começar a seguir uma vida saudável, para conhecer outras dicas, leia o e-book “Guia da Saúde Masculina”.

Teleconsultoria Médica