Como viver bem apesar da crise e do estresse?

0
0 Flares Twitter 0 Facebook 0 0 Flares ×

Andrologia Como viver bem apesar da crise e do estresse

Sem dúvida, entre as maiores preocupações que uma pessoa pode ter, uma das que mais se destaca é a financeira – afinal de contas, o dinheiro é essencial à sobrevivência humana. Muitas vezes, essa preocupação (que se torna mais acirrada em tempos de crise) e o estresse comum da vida moderna (resultado da agitação intensa) acabam prejudicando a saúde. Podem, inclusive, prejudicar a saúde sexual, limitando o usufruto de certos prazeres.

Como enfrentar essas situações e ainda viver bem? O que a pessoa deve fazer para gozar de boa saúde apesar dos problemas econômicos e do estresse?

Leia e confira algumas recomendações valiosas!

As causas do estresse

O estresse é um esgotamento físico e mental que pode ter sérias consequências sobre as emoções. É fruto das preocupações e correrias do dia a dia. A sociedade moderna exige cada vez mais das pessoas, elas precisam fazer diferentes cursos, atualizar-se, deslocar-se para locais distantes, trabalhar mais, controlar bem as finanças (o que não é fácil para a maioria da população, que acaba endividada).

O estresse pode predispor o organismo para outras doenças.

Toda essa tensão pode levar à perda da libido e do vigor sexual, fazendo com que o homem se sinta deprimido e acabe tendo problemas de ereção ou ejaculação.

A força do pensamento

Uma das primeiras recomendações para quem deseja viver bem é: alimente pensamentos positivos. Apesar dos pesares, é importante desenvolver bons pensamentos, acalentar esperanças, ter boas expectativas.

É necessária uma filosofia de vida saudável, que consiga fazer frente às inquietações da modernidade. Pode-se apelar para os princípios budistas ou usar a fé como uma alavanca para impulsionar sua ação.

O essencial é que procure conservar pensamentos positivos.

Exercícios físicos

Tire um tempo para praticar exercícios físicos. Fazer caminhadas, escaladas e corridas, praticar musculação e, principalmente, exercícios aeróbicos, vão te ajudar a relaxar o corpo e o espírito, preparando-o para as dificuldades de rotina.

Não se pode falar em viver bem sem falar em corpo saudável e disposto. Os exercícios físicos ajudam a melhorar a respiração, o sistema circulatório, a conferir maior imunidade ao organismo e a aprimorar o desempenho sexual. Se forem praticados em espaços abertos, em maior contato com a natureza, melhor ainda.

Alimentação balanceada

Na busca por viver bem, a alimentação é uma ponto fundamental. Por mais agitada que seja sua vida, sua alimentação deve ser saudável. Sem isso, o esgotamento acontecerá mais rápido do que imagina. O organismo precisa de quantidade suficiente de determinados nutriente para manter-se em boas condições.

Coma bastante verduras, frutas, legumes, cereais, em horários regulares. Aproveite para comer alimentos afrodisíacos, como amendoim, castanha, chocolate, banana. E evite o consumo exagerado de gorduras e carboidratos.

Se sentir necessidade, pode tomar suplementos para auxiliar no fortalecimento do organismo.

Distraia-se

Para viver bem, é importante dosar trabalho e estudo com entretenimento. Encontre sempre um tempo para se distrair, dar uma volta, visitar um parque, ir ao cinema – enfim, fazer coisas que causam satisfação e higienizam a mente.

Lembre que é possível encontrar diferentes distrações sem precisar gastar muito e piorar sua situação financeira.

Consulte um médico para viver bem

Outra forma para vencer o estresse é consultando um médico para avaliar como anda sua saúde, para contar seus traumas e problemas. Quando se fala em saúde sexual masculina, o  médico que atua na área de andrologia é o ideal. Não se envergonhe de falar sobre o que sente e procure tratar-se o quanto antes.

Os profissionais de medicina poderão ajudá-lo, não somente passando remédios, mas orientando sobre hábitos mais saudáveis de vida.

O que tem feito para viver bem? Como está enfrentando a crise econômica? Está sofrendo com estresse? Faça seu comentário sobre o post!

Comentários no Facebook

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 0 Flares ×